ÁCIDO CÍTRICO ANIDRO GRANULAR

O Ácido cítrico é produzido pelo processo de fermentação submersa utilizando um carboidrato de fonte renovável, no Brasil, o açúcar de cana, por uma cepa selecionada de Aspergillus Niger. Está disponível como cristal branco, granular ou fino. Possui odor característico e tem um forte sabor ácido. É levemente deliquescente quando exposto a umidade do ar. Uma grama é solúvel em cerca de 0,5 ml de água, em cerca de 2 ml de álcool e em cerca de 30 ml de éter. O ponto de fusão do ácido cítrico é 153 ºC ( 307 ºF ). O Ácido cítrico anidro cumpre com as seguintes regulamentações: FDA Regulation 21 CRF 184.1033, EINECS- Nº 2010691 e CAS Nº 77-92-9. O Ácido cítrico é registrado como um químico não tóxico pelo EC Food Additive ( E330 ), não tem limite de utilização e é considerado como GMP ( FAO / WHO ) ou BPF ( Boas Práticas de Fabricação ). Nos USA o produto é registrado como GRAS ( Generally Recognized as Safe ) pelo FDA e Quantum Satis pela legislação EC. No Brasil o Ácido cítrico é isento de registro por constar da Farmacopéia Brasileira.

Descrição

PRINCIPAIS APLICAÇÕES

Bebidas, refrescos, produtos farmacêuticos, geléias, gelatinas, conservas compotas de doces e frutas, vinhos, queijo, cosméticos, alimentos enlatados doces e balas, sorvetes, óleos comestíveis refinados (floculante), sínteses de citratos metálicos (sódio, potássio, ferro, cobre, etc.).
É o ácido mais utilizado pela indústria alimentícia e de bebidas. Isso porque apresenta propriedades antioxidantes, acidulantes, flavorizantes, sequestrantes e reguladoras de acidez. Nos laticínios, por exemplo, atua como estabilizante; ajuda a manter o pH ideal de doces; na indústria farmacêutica é aplicado à produção de medicamentos anticoagulantes (para transfusões de sangue) e efervescentes. Realça o sabor dos refrigerantes e “rouba” para si os íons metálicos que modificam a cor do líquido. Especialmente o ferro, principal elemento responsável pelas turvações. O ácido cítrico anidro age como conservante combatendo o desenvolvimento de microrganismos; no preparo de peixes e frutos do mar é usado para combater o surgimento de manchas, cheiros e sabores indevidos; é adicionado à salmoura da carne para acelerar a cura e manter a cor.
De um modo geral, preserva o sabor de bebidas e alimentos industrializados, regulando o pH, mascarando o gosto desagradável de alguns compostos, neutralizando o paladar doce e acidificando o sabor.

CARACTERÍSTICAS

O Ácido cítrico é produzido pelo processo de fermentação submersa utilizando um carboidrato de fonte renovável, no Brasil, o açúcar de cana, por uma cepa selecionada de Aspergillus Niger. Está disponível como cristal branco, granular ou fino. Possui odor característico e tem um forte sabor ácido. É levemente deliquescente quando exposto a umidade do ar. Uma grama é solúvel em cerca de 0,5 ml de água, em cerca de 2 ml de álcool e em cerca de 30 ml de éter. O ponto de fusão do ácido cítrico é 153 ºC ( 307 ºF ). O Ácido cítrico anidro cumpre com as seguintes regulamentações: FDA Regulation 21 CRF 184.1033, EINECS- Nº 2010691 e CAS Nº 77-92-9. O Ácido cítrico é registrado como um químico não tóxico pelo EC Food Additive ( E330 ), não tem limite de utilização e é considerado como GMP ( FAO / WHO ) ou BPF ( Boas Práticas de Fabricação ). Nos USA o produto é registrado como GRAS ( Generally Recognized as Safe ) pelo FDA e Quantum Satis pela legislação EC. No Brasil o Ácido cítrico é isento de registro por constar da Farmacopéia Brasileira.

FÓRMULA MOLECULAR: C6H8O7

PESO MOLECULAR: 192,12g/mol

SINÔNIMOS: Ácido 2-hidroxi-1,2,3 propanotricarboxilico, Ácido tricarboxílico

VALIDADE: 5 Anos

CONCENTRAÇÕES DISPONÍVEIS: 

PRINCIPAIS EMBALAGENS COMERCIALIZADAS:

  • SC c/ 25 Kg

 

CONSULTE-NOS SOBRE EMBALAGENS DIFERENCIADAS!

Informação adicional

Licença da Polícia Federal

Não

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “ÁCIDO CÍTRICO ANIDRO GRANULAR”

O seu endereço de e-mail não será publicado.